Biografia Filipe Gonçalves Mélo.

Biografia Filipe Gonçalves Mélo.
Filipe Gonçalves Vieira Mélo.Autodidata. Pintura à óleo abstrata em vários tamanhos até 2mx3m. Desenho com pintura. Desenhos em A 4. Exposição na Mostra Morar mais por Menos RJ e Feira Reacess RJ. Entrevista na GNT. Parque das Ruínas. Santa Teresa RJ.Revista:Entender a mulher. Editora Moi SP.Exposição na morar por Menos Lagoa RJ. Correio da Manhã- Portugal. Coluna. Lídia Soares.Revista Época . Entrevista Cristiane Segatto.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Os quadros de Filipe estão se perdendo.........


  Eu não sei mais onde guardar toda a pintura que Filipe faz.


O interessante é que cada pintura nova é uma revelação, um conteúdo do seu interior.

Isto é muito rico, porque elas revelam de forma sutil os segredos da mente autista.

Pelo que sei e pesquisei, Filipe é o único no Brasil com este estilo. Isto já rendeu muitas monografias aos

internautas que visitam o site oficial http://www.arteautismo.com/

Filipe pode com sua pintura ajudar a muitos pais a acreditarem no potencial de seus filhos autistas.

O universo de um autista é rico , criativo e muito sensível. Como mãe pude constatar isso ao longo destes anos.

Cada autista tem um dom, uma arte escondida dentro de si. Pais e profissionais podem detectar isso.

O objetivo do site Arteautismo, foi sempre buscar a crença do potencial social e artístico dos nossos autistas. E a valorização do autista na sociedade, respeitando-lhe todas as suas dificuldades e seu jeito de ser.

Com o Arteautismo muitas pessoas passaram a ver o autista de um modo mais humano. E eu fiquei muito feliz com estes resultados.

Mas falta algo. Falta uma exposição permanente da arte de Filipe , talvez até mesmo num hospital. Numa instituição psiquiátrica . Onde médicos e pacientes possam discutir as possibilidades da arte de um autista. Onde empresários e a sociedade , artistas e estilistas pudessem buscar inspiração para seus produtos. Isto geraria renda para eles. Nesta exposição permanente , poderia ser estimuladas outras crianças autistas desenvolver sua arte,devolvendo -lhes a auto-estima e estruturando toda a sua família que passa ver seu filho com outro olhar. O olhar de um ser totalmente capaz .

O acumulo de quadros aqui em casa é grande , as paredes estão cheias e já começo acumular pelos cantos os quadros de Filipe. Estou preocupada e passo a olhar para todo isso e me indagando: Será que todo este esforço dele foi vão?

A quem interessa a arte autista no Brasil?

Quem vai se interessar por este estilo e conhecimento?

Bom domingo á todos!

Ray