Biografia Filipe Gonçalves Mélo.

Biografia Filipe Gonçalves Mélo.
Filipe Gonçalves Vieira Mélo.Autodidata. Pintura à óleo abstrata em vários tamanhos até 2mx3m. Desenho com pintura. Desenhos em A 4. Exposição na Mostra Morar mais por Menos RJ e Feira Reacess RJ. Entrevista na GNT. Parque das Ruínas. Santa Teresa RJ.Revista:Entender a mulher. Editora Moi SP.Exposição na morar por Menos Lagoa RJ. Correio da Manhã- Portugal. Coluna. Lídia Soares.Revista Época . Entrevista Cristiane Segatto.

terça-feira, 13 de abril de 2010

A cura do autismo.

 foto: desenho de Filipe no paint.
  Eu li no blog da querida  Amanda Bueno http://caminhosdoautismo.blogspot.com/2010/04/projeto-genoma-autismo.html que no futuro o autismo pode ser curado. Leiam na integra no Blog da Amanda. Ela fez uma pesquisa fantástica
  (Um resumo diz: Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) ligados ao Projeto Genoma estão fazendo pesquisas para compreender o funcionamento dos neurônios nos portadores da síndrome de autismo. Os pesquisadores já conseguiram decifrar três genes relacionados à ocorrência de autismo.  Conforme a bióloga Maria Rita Santos e Passos Bueno, do Centro de Estudos do Genoma Humano (Departamento de Genética e Biologia Evolutiva - Instituto de Biociências), "já há um consenso internacional de que o autismo depende de fatores genéticos. Acredita-se que há vários genes que possam estar associados ao autismo".)
********************************************************************************
 Eu sei que existem muitas pesquisas neste campo, que ainda não foram concluídas , mas declaram estar perto. Fico muito feliz por isso,  pois vai beneficiar as crianças autistas que vão nascer e as pequeninas. Isso evitaria muito sofrimento!
   Mas fica a pergunta que não quer calar:
Como fica os autistas que ja cresceram e já são adultos? O que já viveram e passaram , seria anulado, caso ainda possam se beneficiar desta terapia? Eles melhorariam de verdade?
Como ficam eles neste contexto?
 O autismo é um jeito diferente de ser .  Uma indentidade assumida pelo seu portador.
 Vejo como deficiente as pessoas que discriminam os autistas. Que dão desculpa para não chegar perto deles , não puxarem conversa . Isto sim é uma deficiência.
 Uma mãe Inglesa , Casdok  nos diz sobre isso em  .http://motherofshrek.blogspot.com/2010/01/hypothetical-cure-question.html
********************************************************************
  (Então o que nós realmente entendemos por cura? Para fazer com que alguém obedecer? Para ser socialmente aceitável? Assimilados pelo coletivo?!
Porque a sociedade não pode aceitar que todos são diferentes?
A viagem para a aceitação é diferente para todos, como cada um de nós temos nossos próprios problemas para lidar com o que tenho visto alguns pais ficam presos em diferentes fases (principalmente a raiva). E como uma sociedade que demorar ainda mais, como vimos, com diferenças de etnia, gênero, etc A diversidade é ignorada dentro dos grupos e produzir estereótipos que podem reforçar o preconceito ea discriminação. E assim por diante.
Sim, a vida tem sido muito difícil, por vezes, para C e assim por sua vez para mim. Mas há também muita alegria.
Desde o primeiro dia C começou a bater a cabeça (ele mesmo faz isso quando está feliz) Eu tenho procurado maneiras de dar-lhe outros meios para se comunicar. Ele teve uma intervenção precoce. Fui para as melhores escolas que eu poderia encontrar e tem sido uma equipe especializada Desafiando Comportamento. Eu continuo a procurar maneiras de ajudar C comunicar sem se ferir. E fazer as pessoas se há em torno dele que entendê-lo e quer apoiar e ajudar-lhe. E C continua a mostrar o progresso no seu próprio ritmo. Aceitação não significa não fazer nada.
Todos nós lutamos, às vezes. Ninguém é verdadeiramente independente. C tem uma qualidade de vida mesmo com um comportamento desafiador grave. Que é o que eu tentei mostrar através de blog, em vez de "sopro rosas".
Educação é a chave. Não só para os nossos filhos para ajudá-los a alcançar seu potencial, mas a sociedade como um todo, a sensibilização como um dos maiores problemas que vejo é a forma como o autismo ver muitas pessoas.
É uma vergonha que esta questão hipotética divide a nossa comunidade.
*************************************************************
Este post é para não ficarmos ansiosos demais com o que nossos autistas  vão estar quando os cientistas obtiverem a cura. Nada vai mudar para nós pais. Nosso amor é o mesmo!
 Nosso respeito continua o mesmo e até aumenta em verem a coragem que eles tem em viver num mundo onde muitos não os entendem.
      quero ressaltar que não sou contra as pesquisas e nem poderia. Sou contra o desânimo enquanto ela não chega .
Sou a favor de que agora e sempre, aceitemos e amemos nossos autistas do jeito que são!
Ray